Artigo Prisma Planck E


Prismática Mecânica Quântica - Os Realistas


Local: São Paulo, Brasil
Data publicação: 2023-03-29
Date modificação: 2023-03-29
Tempo de leitura: 00:01:03
Prismtica Mecnica Quntica - Os Realistas

A mecânica quântica descreve a Natureza como absurda, a partir do senso comum.  E ainda assim, satisfaz solidamente todos os requisitos da experiência . O que espero, é que você possa aceitar a natureza pelo que ela é.  Absurda.”

Richard P. Feynman

 

Para os realistas da mecânica quântica, a proposição dos idealistas liderados pelo mecânico quântico Eugene Wigner, onde a relação entre uma partícula e o aparelho medidor –que ocorre à velocidade da luz- e o lapso de tempo entre o momento em que esta informação atinge o olho do observador e é transmitida pelo nervo óptico ao cérebro via neurônios, em uma operação que leva fração de segundo, mas não é instantânea, conduz a uma situação que, dentro da lógica, é absurda.

E o determinismo proposto pela necessidade de uma consciência que guie a experiência, proposta por Wigner torna-se ainda mais bizarro quando, por exemplo, focamos na avaliação dos resultados das experiências, que pode ocorrer meses após sua realização.  Evidentemente, é somente neste estágio que a consciência humana apreende tal conteúdo.

Não que a proposta dos realistas seja mais palatável.

Para estes, a redução da função de onda resulta da interrelação de partículas sólidas, o que foge completamente da essência da mecânica quântica.

Os realistas ou materialistas, afirmam que o papel do equipamento medidor independe completamente de qualquer tipo de consciência, inclusive –ou principalmente- aquela do observador.  O que contraria frontalmente o Princípio da Incerteza, de Heisenberg.

Para explicar a redução da onda, os realistas afirmam que a função (da onda) e o aparelho medidor evoluem juntos, para a única possibilidade que pode concretizar-se.

Assim, para a Academia, a redução da função de onda permanece um mistério.

Há pouco ocorreu-me que, se considerarmos a existência dual da partícula -ainda que haja muito mais matéria do que antimatéria no Universo- e adicionarmos ao contexto o entrelaçamento quântico, utilizando um das partículas gêmeas como medidor, poderíamos reduzir a onda através do mais básico dos princípios.  Explico.

A medição de qualquer experiência no mundo quântico é feita por equipamentos construídos em nossa realidade e assim, seguindo a lógica do sistema de unidades, o resultado só pode ser errado, pois grandezas diferentes estão sendo empregadas.  Ao tratarmos o dual da partícula como instrumento, talvez encontremos uma nova perspectiva.


Livros Planck E


Palavras Chave

  • Valentine Telegdi
  • Os Realistas da Mecânica Quântica
  • consciência que guia a experiência
  • o dual da partícula como instrumento
  • redução de onda

Para maiores informações sobre Prisma Planck E, entre em contato.


Divulgando soluções geniais

A missão do Prisma Planck E é promover ideias, produtos e teorias que ainda não chegaram ao mainstream, conforme capturado em nosso primeiro comunicado Excêntricos e suas Soluções Geniais.



Boletim Prisma

Inscreva-se para receber o nosso Boletim Prisma Planck E, completo com as mais recentes soluções geniais. Clique aqui para o formulário.



Compartilhe a sua solução genial no Prisma Planck E

Incentivamos você a enviar sua solução genial, artigo, comunicado à imprensa ou ideia técnica "fora do mainstream" para publicação no Prisma Planck E. Envie-nos um e-mail para prisma@planck-e.com e pergunte como.


Para saber mais sobre engenharia holística, soluções inspiradas na natureza, monetização de deseconomias, petróleo e gás, treinamentos ou incorporação do Being Data ao seu dia-a-dia, siga-nos nas redes sociais.