Artigo Prisma Planck E


A Importância do Conhecimento


Local: São Paulo, Brasil
Data publicação: 2023-01-25
Date modificação: 2023-01-25
Tempo de leitura: 00:01:52
A Importncia do Conhecimento

“Saber o que sabemos e distinguir do que não sabemos.

Aí reside o conhecimento.”

Confúcio

 

Que tipo de fenômeno natural terá ocorrido que permitiu a coexistência de Planck, Heisenberg, Marie e Pierre Curie, de Broglie, Feynman, Schrödinger, Oppenheimer, Bohr, Einstein, Rutherford, Dirac, Born, Jordan, Hahn?  Todos geniais, todos absolutamente comprometidos com seus trabalhos, quase todos (exceção feita a Einstein com o seu célebre “O Velho não joga dados”) dispostos a abrir mão de seus conhecimentos e interpretações clássicos da física/química/matemática em prol da construção de um novo paradigma.

Se não podemos responder claramente à pergunta acima, podemos ao menos estabelecer características comuns.  Eram todos modestos (exceto Einstein!!!), eram todos cultos.  Aqueles que se dedicaram à mecânica quântica discutiam aspectos filosóficos das então recentes descobertas durante horas, sem que nenhum deles –em qualquer momento- impusesse sua opinião como “A” correta. 

Ao considerarmos que àquela época vigia –ainda mais que hoje- a abordagem cartesiana da física como uma ciência exata, há que se reverenciar a simplicidade com que estes gênios assumiam, tanto a intuição quanto a visão espacial como os melhores instrumentos que dispunham para sustentação de suas discussões.  E quão penosas eram tais discussões; uma tantalizante ânsia de compreender o sempre desconcertante comportamento do universo subatômico.

Cabe a Planck a quebra do primeiro paradigma.  Mas, sem dúvida, foi Einstein quem dividiu as águas, tirando do tempo seu caráter inexorável e absoluto.  Ao relativizar o tempo, Einstein permitiu que a suposição voltasse a fazer parte da física.  As pessoas voltaram a pensar, a propor teorias, a filosofar; a rigidez da física newtoniana deu lugar à excitante expedição em busca de alternativas concepções de realidade.

Evidente que não podemos descontextualizar o surgimento da mecânica quântica de sua época.  A Ia Guerra Mundial provocou profundas mudanças em nossa civilização.  Até então, o planeta dividia-se em dois grandes impérios –França e Inglaterra- que dividiam a África, Ásia e Oceania.  Existiam também três impérios já decadentes: o russo, o otomano e o austro-húngaro.

Ou seja, vivia-se em um gigante tabuleiro de War, com cada jogador lutando pela manutenção de seus territórios e conquista de outros.  Neste cenário, Itália e Alemanha adequavam-se à condição de potências, com seus territórios recém-unificados (tanto um quanto outro país teve seus processos de unificação iniciados em meados do Século XIX e estabelecidos no final do mesmo século).

No entanto, é a consolidação da revolução industrial que dá ao homem sua nova dimensão.  A educação e cultura tornam-se mais acessíveis, sobra -ainda que pouco- tempo e é exatamente na busca de um novo estalão que –acredito- grandes mentes germânicas encontraram um caminho de recuperação de seu orgulho pátrio.  Em termos mais gerais, a então vigente noção de realidade nos oprimia, ansiávamos por mudanças que exigiram o desabrochar de imensos talentos.


Livros Planck E


Palavras Chave

  • um momento difícil para a humanidade
  • como Max Planck enxergou uma nova física?
  • a física de Newton e a física quântica
  • porque Einstein era tão genial
  • visão espacial e a intuição

Para maiores informações sobre Prisma Planck E, entre em contato.


Divulgando soluções geniais

A missão do Prisma Planck E é promover ideias, produtos e teorias que ainda não chegaram ao mainstream, conforme capturado em nosso primeiro comunicado Excêntricos e suas Soluções Geniais.



Boletim Prisma

Inscreva-se para receber o nosso Boletim Prisma Planck E, completo com as mais recentes soluções geniais. Clique aqui para o formulário.



Compartilhe a sua solução genial no Prisma Planck E

Incentivamos você a enviar sua solução genial, artigo, comunicado à imprensa ou ideia técnica "fora do mainstream" para publicação no Prisma Planck E. Envie-nos um e-mail para prisma@planck-e.com e pergunte como.


Para saber mais sobre engenharia holística, soluções inspiradas na natureza, monetização de deseconomias, petróleo e gás, treinamentos ou incorporação do Being Data ao seu dia-a-dia, siga-nos nas redes sociais.